Buscar Especialidades

Agioressonância Magnética. Entenda o que é e seus benefícios

19/02/2018

Hoje vamos falar sobre a Angiorressonância Magnética, um exame importante para detectar aneurismas cerebrais. O procedimento contribui para o diagnóstico precoce da doença, diminuindo seus riscos e sequelas. Entenda o que é a Angiorressonância e quais são seus benefícios.

A Angiorressonância, também conhecida como Angiografia por Ressonância Magnética, é um exame por imagem muito preciso e eficaz. O procedimento é utilizado para visualizar as artérias e veias do corpo e se caracteriza por ser um exame não invasivo e que dispensa o uso de contraste exigido em outros exames, como tomografia, mamografia e ressonância magnética.

Além do mais, a Angiorressonância proporciona imagens de alta definição que mostram todos os mínimos detalhes e que podem facilitar a identificação de aneurismas cerebrais, ainda que eles tenham poucos milímetros.

Quais são os benefícios da Angiorressonância?

A realização da Angiorressonância é fundamental para que as doenças cerebrais sejam diagnosticadas de forma precoce, como os aneurismas. Por meio das imagens e da detecção do problema, é possível diminuir consideravelmente os riscos e sequelas que podem surgir caso o problema se manifeste. Dessa forma, o exame contribui para minimizar a alta taxa de mortalidade por causa da doença.

Outro benefício da Angiorressonância é que seu método não é invasivo, como a angiografia digital, por exemplo. Além disso, o exame é rápido e fácil de ser executado, não sendo necessária a realização de procedimentos como o cateterismo ou a internação do paciente.

Por ser mais rápido e de menor custo, a Angiorressonância tem sido cada vez mais utilizada por médicos de todo o país, da mesma forma que a Angiotomografia. Outro fator fundamental é que, para a realização da Angiorressonância, não é preciso utilizar a radiação.

Para realizar o exame, não é necessário que o paciente faça nenhum preparo especial, exceto para a Angiorressonância de aorta abdominal e artério renal, que requer uma dieta leve.

Quais problemas de saúde o exame identifica?

Por meio da Angiorressonância magnética, é possível diagnosticar algumas doenças cerebrais, como aneurismas, anomalias anatômicas, estenoses, doença vascular oclusiva e complicações vasculares que ocorrem após cirurgias, especialmente transplante de órgãos.

Ainda, é indicado realizar o exame em pacientes com suspeita de dissecção vascular e malformações arteriovenosas intracranianas.

Contraindicações

Existem algumas contraindicações para a realização da Angiorressonância, assim como ocorre com a Ressonância Magnética. O exame não pode ser feito por pacientes com marca-passos cardíacos, implantes cocleares e neuroestimuladores, ou por quem possui algum fragmento metálico ou projéteis de arma de fogo no corpo. Nesse último caso, é recomendado pedir o auxílio de um médico, pois a contraindicação depende do local onde está alojado o fragmento.

Em relação a pacientes grávidas, recomenda-se que o exame não seja realizado no primeiro trimestre de gestação, embora não existam estudos que comprovem efeitos adversos durante a gravidez.

Já falamos aqui

No nosso blog, falamos também sobre a Angiotomografia Coronariana, um serviço exclusivo oferecido pelo Instituto de Neurologia do Amapá (INNEURO). O procedimento é capaz de identificar problemas cardiovasculares de forma não incisiva.

A Angiorressonância magnética é outro serviço exclusivo oferecido pela INNEURO, clínica que possui excelentes profissionais capacitados e laudos emitidos por especialistas devidamente registrados pelo Conselho Regional de Radiologia.

INNEURO – Um Novo Tempo para a Vida. Agende a sua consulta clicando aqui