Buscar Especialidades

Tag: Inneuro

06/03/2018

Os termos médicos podem, muitas vezes, assustar os pacientes por sua complexidade. Contudo, ao investigarmos mais a fundo sobre eles é possível chegar a exames comuns que temos no nosso dia a dia. Este é o caso da angiotomografia e da angiorressonância que, apesar de nomes e funções parecidas, têm especificidades que diferenciam seus métodos. Neste artigo do Instituto de Neurologia do Amapá (INNEURO), mostraremos o que significa cada um e os cuidados a serem tomados antes de fazer estes exames de imagem. Angiotomografia Primeiro vamos definir a raiz da palavra: ‘angio’ deriva do grego ‘vaso’, que remete ao canal sanguíneo ou linfático. E ‘tomografia’ é o método, feito por um equipamento que vai realizar imagens internas do corpo através de feixes de raios x. Desta forma, a angiotomografia é um exame que mostrará como estão as veias e artérias do corpo a partir de uma imagem gráfica gerada por um equipamento específico. Este tipo de exame é amplamente utilizado para identificar inúmeras doenças e problemas presentes no sistema circulatório, tais como aneurismas, oclusões, malformações dos vasos, estenoses, entre outros. É amplamente utilizada por sua eficácia e rapidez na geração de

19/02/2018

A toxoplasmose é uma doença causada pelo cisto do protozoário Toxoplasma Godii que, ao entrar no organismo humano, pode causar infecção em vários órgãos, incluindo coração e cérebro. O que agrava o problema é a evolução da toxoplasmose para sua forma mais grave: a neurotoxoplasmose. Quando atinge o cérebro, trata-se de neurotoxoplasmose, a forma mais grave da doença e capaz de deixar sequelas. Ela já foi conhecida como “doença do gato”. Isto porque os felinos, ao ingerirem roedores ou outros animais portadores desse protozoário, os levam para o sistema digestivo e passam a eliminá-los nas fezes durante a vida inteira. Mas, é importante ressaltar que, para contrair toxoplasmose ao entrar em contato com as fezes de um gato, é preciso que eles sejam hospedeiros, e isto acontece se comerem carne crua ou contaminada. Se receberem os cuidados que necessitam com relação à alimentação, as chances dessa contaminação por ingestão ocorrer diminuem significativamente. Portanto, se o seu gato de estimação possui hábitos saudáveis, ele não é uma ameaça para a sua saúde. Outro fator é que, para transmitir a doença, a pessoa precisa ter entrado em contato com as fezes e levar às mãos a boca ou pegar algum outro alimento e comer. Daí a atenção redobrada com as caixas de areias nos parques, locais que as crianças adoram brincar e que podem conter fezes de gatos. Por isso, fique atento, pois, ao

Postado em Blog | Tags: , ,
15/01/2018

Saiba sobre prevenção, sintoma, tratamento e cura da doença que mais mata mulheres no Brasil e no mundo.

O câncer de mama é uma doença com números alarmantes no Brasil e em todo o mundo: é o tipo de carcinoma que mais mata mulheres em todo o planeta. A Agência Internacional para a Pesquisa do Câncer aponta que 25% de todos os tipos de câncer que acometem o sexo feminino são de mama, mostrando dados preocupantes e apontando para a necessidade de campanhas preventivas, como o Outubro Rosa, para alertar a população sobre os riscos desta violenta doença. Estima-se que quase 2 milhões de mulheres sofram com o câncer mama todos os anos – 60 mil apenas no Brasil. E a mamografia é o melhor e mais preciso exame para prevenir o câncer de mama. Prevenção: seu melhor aliado Não há nada mais eficaz no combate ao câncer de mama que a prevenção e diagnóstico precoce – que aumente e muito as chances de cura. Para isso, é preciso que todas as mulheres, desde a adolescência, façam o autoexame de toque nas mamas ao menos uma vez por mês, buscando nódulos e corpúsculos estranhos na região. Em mulheres acima de 40 anos, a prevenção deve ser ainda mais incisiva: a mamografia deve ser realizada com uma incidência, no mínimo, anual, através de um mastologista. Conhecendo os sintomas Realizando o autoexame preventivo de toque, é preci

Postado em Blog | Tags: , ,
18/12/2017

Iodo radioativo é o procedimento adequado para quem sofre com doenças na glândula tireoide. Entenda.

O hipertireoidismo é uma doença que acomete a glândula tireoide, que fica abaixo das cordas vocais, na região do pescoço. Essa patologia ocorre quando há excesso dos hormônios produzidos no local – triodotironina (T3) e tiroxina (T4). Isto provoca, como maior consequência, o aumento de peso, principalmente em mulheres adultas com até 40 anos, mas sendo também observado em homens. Felizmente, o tratamento com iodo radioativo pode apresentar melhoras para o paciente. O Instituto de Neurologia do Amapá – Inneuro oferece este serviço de forma exclusiva no estado. Você que sofre com hipertireoidismo deve procurar orientação médica, que indicará o Inneuro para o seu tratamento. Posteriormente, você receberá as informações sobre como iniciar a terapia, que requer uma dieta especial antes de qualquer procedimento. Por isso, procure uma unidade do Inneuro para conversar com um especialista. Mas, para informar aos pacientes sobre o procedimento, trazemos como funciona o tratamento com dosagens terapêuticas deste composto. O que é o iodo radioativo? O iodo é absorvido através da tireoide de forma natural no nosso corpo, sendo necessária para o bom funcionamento da glândula. Não à toa, o sal de cozinha atualmente já vem iodado para que não surjam complicações no lo

18/12/2017

Entenda como decorrem o LER e o DORT e a forma de diagnóstico destas síndromes.

A rotina diária de trabalho nos dias atuais precisa ser feita com cuidado. Não apenas para cumprir nossas obrigações, mas também para cuidar da saúde da melhor forma possível. Isto porque algumas lesões podem surgir por ações repetitivas que podem comprometer inúmeras funções no corpo. As principais doenças neste sentido são as Lesões por Esforços Repetitivos (LER) e, na definição técnica da Previdência Social, os Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT). Estas doenças surgem por ações que vão comprometendo o organismo ao longo de determinados períodos. Para diagnosticar o problema é realizada a eletroneuromiografia. E, neste artigo, falaremos sobre as síndromes e o diagnóstico. LER e DORT Primeiramente vamos definir como surgem ambos os casos – onde há uma única diferença nas duas síndromes. A LER geralmente surge quando o corpo não consegue dar a resposta adequada a uma atividade contínua, gerando lesões. Entre as principais causas estão a postura incorreta, movimentos que se repetem cotidianamente, erguer pesos, falta de alongamento dos dedos no momento de digitar, entre outros fatores que fazemos no nosso cotidiano. O que diferencia o LER do DORT é que o primeiro pode surgir em qualquer local, até em crianças ou pessoas que viajam bastante, por exemplo

Postado em Blog | Tags: , , ,
18/12/2017

Tomografia computadorizada e ressonância magnética têm diferentes funções. Confira quais! Nos dias de hoje é primordial filtrar as informações que chegam até nós, para não cometermos equívocos. E, entre os assuntos que mais geram desinformação está a diferença entre tomografia computadorizada e ressonância magnética. Ambas têm um ponto em comum: são geradas imagens em alta resolução, principalmente com os equipamentos modernos, podendo abranger desde órgãos até uma análise completa do corpo. Contudo, as semelhanças param por aí: cada uma tem uma especificidade e é aplicada para cada tipo de situação. E é disto que vamos falar neste artigo.   Tomografia computadorizada Primeiramente vamos falar da tomografia: ela é feita através de um aparelho de raio-X e serve para identificar anormalidades causadas por lesões ou patologias. Ela captará a imagem, de maneira tridimensional, de várias estruturas internas do nosso corpo: os ossos, por exemplo, aparecem em branco, enquanto os gases e líquidos tem uma coloração mais escura. Por fim, há os tecidos do corpo que se apresentam em escalas de cinza, permitindo uma abrangência no diagnóstico. Entre as principais identificações que a tomografia computadorizada dá acerca do paciente estão problemas na cabeça, como hemorragias intracranianas, fraturas cranianas ou da face e acidentes